Confira a reportagem sobre o SCALA publicada no site do SALÃO UFRGS 2015

Software auxilia na alfabetização de crianças autistas

O projeto Sistema de Comunicação Alternativa e Letramento de Pessoas com Autismo (SCALA), que está sendo apresentado no Salão UFRGS 2015, surgiu em 2009 com a proposta de apoiar no letramento de crianças com autismo. Trata-se de uma plataforma online, disponível em scala.ufrgs.br, que busca servir de apoio à pessoa que não pratica a oralidade. O site, também disponível em inglês e em espanhol, possui uma versão para a internet e outra em forma de aplicativo para tablet.

Segundo a professora e coordenadora do projeto Liliana Maria Passerino, entre 30% e 50% de crianças autistas não desenvolvem a oralidade, o que acaba criando uma barreira na inclusão dessas crianças. A plataforma SCALA é especialmente direcionada a esse público, com ícones ilustrativos, de fácil utilização e compreensão. No módulo prancha, há um conjunto de pictogramas que permite indicar o que a criança deseja fazer (por exemplo, ir ao parquinho, ao banheiro, comer). Já o módulo narrativa tem um viés de alfabetização, onde é possível a construção de histórias em quadrinhos com cenários, personagens e falas.

O SCALA também está sendo utilizado na deficiência intelectual de pessoas com paralisia cerebral e com crianças que tem mutismo seletivo. O software pode ser utilizado na clínica, na escola e até mesmo em casa. “Os familiares muitas vezes não se comunicam com a criança pois pensam que porque ela não fala, ela não entende. Mas na verdade são processos separados”, comenta Liliana.

A equipe conta com pesquisadores, alunos de pós-graduação, mestrandos, alunos de graduação e demais colaboradores. No salão UFRGS, além da professora Liliana, a equipe de oficineiros contou com Bianca Peixoto, Eduardo Taborda, Deise Fontoura e Diego Volpatto. O projeto é financiado pelo CNPQ, CAPES e pela Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS).

Para acessar o conteúdo, é necessário cadastro. A apresentação do projeto aconteceu na manhã do dia 21 de outubro, no Núcleo de Inclusão e Acessibilidade (INCLUIR), no prédio 43212 do Laboratório de Informática do ICTA, no Campus do Vale.

 

Confira a reportagem no site do salão:

http://www.ufrgs.br/salaoufrgs/2015/10/22/software-busca-auxiliar-na-comunicacao-e-alfabetizacao-de-criancas-autistas/